}
25/06/2021

Teste de rodagem ajuda a identificar problemas na mola helicoidal

Teste de rodagem ajuda a identificar problemas na mola helicoidal
Muitas vezes o comprometimento da mola helicoidal pode não apresentar barulho que identifique o problema.

A mola helicoidal faz parte do sistema de suspensão do veículo e tem como função absorver os impactos causados pelas irregularidades das vias, suportar o peso do veículo, e manter a altura do veículo em relação ao solo, garantindo a segurança e o conforto.

Para verificar se a mola está em boas condições, assim como os outros componentes da suspensão, é importante fazer o teste de rodagem e inspeção visual em uma oficina especializada.  Segundo Jair Silva, gerente de qualidade e serviços da Nakata, a peça com o uso sofre fadiga assim como outros componentes da suspensão e, quando isso acontece, muitas vezes, pode não apresentar barulho algum que possa chamar a atenção do motorista.  “Por isso, o teste de rodagem e uma inspeção visual são importantes para verificar o estado das molas. A revisão em uma oficina de confiança possibilita avaliar todo o sistema de suspensão e fazer o diagnóstico para encontrar o problema”, comenta.
 
Silva explica que a inspeção visual permite analisar se existe oxidação ou trincas aparentes na peça e falhas na pintura que reveste a mola helicoidal para protegê-la.
 
Um sinal bem aparente de que a mola helicoidal está comprometida é a perda de altura do carro, quando um lado está mais baixo que o normal ou um dos lados mais alto que o outro. Silva alerta que, nesse caso, a mola pode estar trincada ou quebrada. “Essa condição pode ocorrer por causa de excesso de carga ou fadiga por tempo de uso. Uma peça está interligada à outra, por isso é importante fazer uma avaliação de todo o sistema, como bandeja, pivô e amortecedores”.

Quando o veículo está com um lado mais baixo acaba raspando em lombadas, pode prejudicar outros itens do sistema de suspensão e também provocar desgaste irregular dos pneus.
 
Se a mola estiver comprometida ou mesmo quebrada, é necessário trocá-la em um serviço especializado e em uma oficina de confiança, pois necessita de ferramentas específicas para execução do trabalho, como encolhedor de molas automotivas.
 
Esta e outras dicas de manutenção estão disponíveis no blog da Nakata https://blog.nakata.com.br/mola-helicoidal/.
 
A Nakata possui linha de molas de suspensão em seu portfólio de produtos, com diversidade para atender aos diferentes veículos da frota circulante.
 
Sobre a Nakata Automotiva – Há mais de 65 anos, a Nakata Automotiva, fabricante de autopeças para o mercado de reposição para veículos leves, pesados e motocicletas, recentemente adquirida pela Fras-le, líder global em materiais de fricção e componentes para sistemas de freios, pertencente às Empresas Randon, vem construindo sua história de sucesso no Brasil, com liderança em componentes de suspensão e amplo portfólio em direção, transmissão, freios e motopeças. Com pioneirismo, qualidade e compromisso com o mercado, a Nakata Automotiva se tornou reconhecida no aftermarket pela alta performance de seus produtos e elevado padrão de serviços.
 
A empresa atende o mercado nacional e exportação. Fazendo parte da Fras-le que fornece materiais de fricção originais para 95% das montadoras de veículos pesados e semipesados, além de ser líder no mercado de reposição e comercializar seus produtos em 120 países, a Nakata fortalece ainda mais a sua presença no mercado.