Dica Técnica

Voltar
Como prolongar a vida útil do eixo cardan
Suspensão e Direção

Como prolongar a vida útil do eixo cardan

Responsável por transmitir a energia gerada pelo motor para o eixo diferencial, que, por sua vez, transferirá para as rodas, o eixo cardan, composto por eixo tubular, conta com diversos componentes, entre eles, cruzetas, luvas, ponteiras, garfos, mancais, flanges de acoplamento e terminais, que se precisarem ser substituídos podem gerar gastos expressivos. A recomendação é realizar a inspeção preventiva periodicamente, pois caso o eixo cardan quebre, o veículo pode inesperadamente parar. 

A inspeção preventiva e alguns cuidados podem prolongar a durabilidade dos componentes do eixo cardan. É essencial evitar sobrecarga, trancos e esforços excessivos e não esquecer a lubrificação adequada. Bastante simples, a lubrificação abrange as partes móveis do cardan – cruzetas, ponteiras e luvas. Dois pontos são importantes na hora da lubrificação – atentar-se ao intervalo recomendado pelo fabricante e à graxa utilizada, classificada como extrema pressão 2. “É aquela que se transforma em líquido acima de 120º. Não é recomendado lubrificar componentes de cardan e cruzetas com graxa de chassi.

As condições de uso do veículo também devem ser consideradas. É preponderante observar as condições para garantir manutenção correta. Os intervalos para lubrificação estão relacionados com a utilização do veículo. Se o caminhão circula na cidade, o ideal é fazer a cada 10 mil km ou um mês. Em uso rodoviário, os prazos podem ser maiores: até 20 mil km ou três meses, o que ocorrer primeiro. Em aplicações severas ou fora de estrada, a lubrificação deve ser feita a cada 15 dias.